quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Testador de Flyback

Monte o circuito coloque fios A e B um no pino do coletor outro no pino do +
b de um flyback conhecido ajuste o trimpot para fundo de escala do pequeno galvanômetro que no nosso caso é retirado de uma sucata de cassete, depois tire o trimpot e meça seu valor e coloque um resistor no lugar,mas pode deixar o trimpot se preferir.
O uso é extremamente simples fio A e fio B é coletor e +b fio C é pino do abl, o circuito é tão sensível que se vç enrolar 1,5 espira de fio em volta do ferrite e fizer um curto o ponteiro cai a 0.
Como identificar o pino de ABL?
Solte o flyback do chassi, meça com multímetro em X10K é o único pino que não apresentar nenhuma resistência, é o ABL.
Com ela se testa enrolamento h de defletora qualquer tipo de transformador de fonte chaveada e o principal testa dinamicamente fontes chaveadas de qualquer aparelho e tudo que está pendurado no secundário do flyback.
Exemplo suspeita no circuito do flyback coloque A e B como já indicado e solte o coletor do tr h se o flyback e respectivo circuito, observe que o ponteiro sobe devagar por causa dos eletrolíticos se não subir vá soltando pino por pino do flyback, naquele que o ponteiro subir é naquela linha é que está o curto se não subir é o flyback o mesmo vale para fontes chaveadas solte o tr ou o fet e proceda da mesma forma .
Agora o principal, existem defeitos que aparecem na linha do EHT/ABL que nenhum circuito detecta que é o fio C terra que deverá ser colocado no respectivo pino do abl qualquer falha na parte superior do flyback o ponteiro cai


Uma dica na montagem é ver que o led está corretamente polarizado + da bateria , vai no anodo da led que serve como simples monitor de "on" e "off" para não esquecer ligado, de resto o circuito está certo, para que funcione é necessário que entre A e B tenhas colocado um primário de um flyback , pois isto é um oscilador hartley. Cuidado para não inverter o + da bateria encima e - dele embaixo


ATENÇÃO O RESISTOR DE EMISSOR É 470R e não k

Agora pega uma defletora boa e testa / pega uma tv boa coloca o circuito no primário do transformador, solta o tr chaveador e observe o ponteiro subir lentamente, em alguns modelos não sobe total, agora faça um curto em qualquer lugar do secundário e o ponteiro vai a 0, faça agora no primário do flyback soltando o coletor do transformador, o ponteiro sobe devagar ,agora faça um curto em um capacitor qualquer observe que o ponteiro volta zero, agora o pulo do gato,com o flyback suspeito e solto do circuito confira que as bobinas estão boas ,mas ele não funciona coloca fio c terra no pino do abl observe que o ponteiro vai para 0 essa é a grande diferença deste circuitinho bobo e os outros


Primeiro passo é calibrar o instrumento coloque A e B no pino do coletor e no +b,(coloque A no coletor ou no B+ tanto faz) não tem polaridade ajuste o trimpot para máxima deflexão do ponteiro do medidor, com um flyback sabidamente bom,retire o trimpot e meça o valor que ficou e troque por resistor fixo para economizar o trimpot. Agora pega um flyback queimado e observe que o ponteiro não sobe,se subir o defeito é a saída do abl coloque então o fio C no respectivo pino do abl ( o fio C só serve para este teste) e observe que o ponteiro cai, esta é a vantagem deste circuito que testa a parte superior do flyback em questão.Agora a defletora só testa o enrolamento horizontal o vertical não testa.Testar a sensibilidade do circuito pegue um flyback bom coloque A e B como já descrito veja que o ponteiro subiu pegue um pedaço de fio e enrole duas voltas no flyback e feche curto nas duas pontas do fio veja que o ponteiro cai.
Agora vamos testar a fonte de uma tv boa solta o transistor ou fet da fonte, coloque A no pino da fonte do transformador e B aonde seria o coletor, observe que o ponteiro vai começar a subir vagarosamente por causa dos eletrolíticos as vezes não sobe até o máximo e é normal, agora faça curto em qualquer lugar da saída da fonte ou no tr horizontal e veja que o ponteiro cai.Agora testar o flyback e todo o circuito dele, solte a placa do tubo porque o filamento dele produz falso curto e o ponteiro não sobe solte o transistor de saída horizontal coloque A e B no pino do coletor e pino do +B no flyback (transformador de linhas) observe que como na fonte o ponteiro sobe devagar e as vezes também não dá fundo de escala agora faça um curto em qualquer lugar do secundário do flyback e observe que o ponteiro cai .

Uma dica legal.
Às vezes, um tubo de imagem fraco pode causado o problema do contraste. Se o tubo de imagem é bom, eu vou direto para o contraste circuito. A questão é como é que vamos encontrar onde o circuito de contraste localizado? Simples,
Se você tiver uma folha de dados para o vídeo pré- ic amplificador, com certeza você pode encontrar o pino de contraste. Para LM1203N vídeo pré-amplificador
ic o pino de contraste está localizado no pino 12.Substitua esse ic ou rastrear a partir deste circuito para encontrar a causa do problema do contraste.De experiente, geralmente os capacitores em curto resistor e transformada em ohms alto foram os
causado o problema. Um vídeo pré-amplificador também pode estar com defeito. Para confirmar se é circuito ou um problema do CI, apenas solde os contraste pin e ligar o monitor. Se Imagem do monitor normal (ok contraste) em seguida, o suspeito circuito abl. Se ele permanecer o contraste (mesmo fraca) substituir o vídeo pré-amplificador normalmente irá resolver o problema.O sinal veio de um contraste do pino (Perna) de um transformador flyback que chamamos que pino como abl. Muitos técnicos têm a
dificuldade para encontrar o pino do abl porque geralmente um transformador flyback consistem em cerca de 10 pinos. Alguns pinos são B, TERRA, AFC, ABL, X-RAY PROTEGER, VCC, a quente, aquecedor, horizontal centralização e etc Mas há uma simples e maneira que eu estou indo para mostrar-lhe como localizar o pino do abl. Use dois multímetros analógicos definido para x10kohm intervalo. Conectá-lo em série (+ sonda - sonda) e medir o transformador do flyback do ânodo(O boné vermelho) para todos os pinos no âmbito do flyback. Você tem que dessoldar todos os pinos ou basta remover o flyback da placa-mãe para obter uma leitura precisa.Se qualquer um dos pinos mostra um diodo leitura que é o pino de ABL. A razão pela qual usamos dois multímetros é porque o circuito de flyback
internamente tem pares de diodos de alta tensão conectadas em série. Se você tem um esquema diagrama ou qualquer monitor ou televisão solução de problemas do livro, você vai ver que o diodo flyback interno são ligados em série. Ao ligar dois metros do ouput da sonda
é em torno de 24 VOLTS, que é potência suficiente para verificar os diodos internos do flyback. Depois de ter determinou o pino do abl, você pode continuar a seguir a linha e encontrar os componentes que causam o mau o problema do contraste.
A televisão ou o transformador flyback tv em geral têm o mesmo desenho comparar ao flyback do monitor. Quer se trate de um transformador flyback montblanc,
rca, mitsubishi, ou flyback sony a verificação geralmente é o mesmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário